Home > Licitações > Software para Licitações: O Que Considerar na Hora de Contratar Um

Software para Licitações: O Que Considerar na Hora de Contratar Um

Você tem vontade de ampliar as possibilidades de participar de licitações públicas? Sabe da importância de se preparar para ganhar licitações públicas? Gostaria de contratar um software para licitações, mas não sabe como escolher o melhor? Ou mesmo nem sabe o que uma ferramenta dessas pode fazer por você?

Nós vamos explicar.

Continue lendo esse artigo que você vai ver que hoje em dia está cada vez mais fácil participar de uma licitação com o suporte de um bom software.

Vamos explicar as funcionalidades dessa ferramenta. O assunto parece complicado, mas vamos esclarecer para você! Preste atenção…

Por que um software para licitações se tornou essencial nos dias de hoje?

 

software para licitações

A revolução tecnológica tem contribuído e muito para que se utilizem ferramentas para agilizar os processos. Essa tendência tem a ver com a necessidade de potencializar as ações. E todas as empresas estão experimentando isso.

As empresas estão em constante busca de oportunidades. A competitividade aumentou e, com ela, a luta por um lugar ao Sol.

Utilizar a tecnologia a favor das possibilidades é quase uma obrigação. O fato é que não aproveitar os instrumentos que a tecnologia oferece só afasta as oportunidades. E o software de licitação está entre eles.

Outro aspecto que não devemos deixar de considerar é como a crise econômica mudou as relações de mercado.

Com isso os contratos com as empresas públicas tornaram-se muito mais interessantes. Fundamentais até, na rentabilidade das organizações. Um bom contrato desse tipo, com a estabilidade que esses processos oferecem, é muitas vezes, a base da economia de uma empresa.

Assim, as pessoas passaram a ver as licitações públicas com outros olhos.

Veja, a seguir alguns dados que comprovam a importância de estar a aberto a ingressar nesta importante fatia do mercado.

Contratar com o poder público é um grande negócio

 

Um orçamento trilionário. É o quanto a União dispõe para gastar em 2018. A Lei Orçamentária Anual de 2018 (nº 13.587/2018), estabeleceu um montante de R$ 3.575.230.380.469,00. Isso mesmo. Mais de três trilhões e meio de receita estimada e despesa fixada para o exercício deste ano.

Principalmente se levarmos em conta que o orçamento da seguridade social que compreende despesas relativas à Saúde, Assistência Social e Previdência Social, foi estimado em R$ 723.557.975.629,00. Essas áreas costumam ser recordes em compras e contratos.

Levando-se em conta que todas as aquisições públicas devem passar obrigatoriamente por um processo de licitação, fica claro que boa parte desse orçamento será gasto em compras e contratos com empresas, em 2018. Até o momento foram publicados 350 mil editais de licitação.

O que diz a lei

 
 

O portal da transparência da União é claro. Toda instituição pública tem obrigação de contratar serviços ou adquirir bens em conformidade com a lei. Isso significa respeitar as regras dispostas na Lei das Licitações (Lei nº 8666/93) e outros instrumentos normativos que abordam as compras públicas.

Se considerarmos apenas as compras da União, os números já são bastante atraentes. Mas não podemos esquecer que os outros âmbitos da administração pública também contratam durante todo o ano.

Atualmente, existem 5570 municípios em todo o território nacional. Todos eles contam com pelo menos dois poderes públicos: a prefeitura e a câmara. E todos eles são obrigados a contratar por licitação.

Só por aí dá para perceber as infinitas possibilidades de fazer negócio com o poder público. Não é um mercado qualquer que se pode dispensar. E o que é melhor, é um mercado aberto a empresas de todos os portes, desde as de grande porte, em serviços de alta complexidades, até bens e serviços menores, próprios das microempresas.

No entanto, não se pode tentar entrar nesse universo sem a preparação e o suporte adequado. Empresas que buscam participar de licitações de qualquer jeito, são eliminadas nas primeiras sessões.

Tempo é dinheiro…

 

E não dá para desperdiçar esse bem tão raro. Também não se pode jogar fora o dinheiro e a energia necessários para participar de uma licitação.

Por isso é tão importante investir quando se deseja ingressar no mercado sedutor das licitações.

Sem atentar para as questões que regem os processos, muitas empresas tentam participar dos processos licitatórios. Com isso, acabam perdendo tempo e dinheiro, e não conseguem passar das primeiras etapas, durante a escolha.

O que as empresas vencedoras estão fazendo

 

software para licitações

Essas empresas estão investindo. Em tempo, conhecimento e estratégias. E com isso têm fechado grandes contratos com a administração pública, em seus mais diversos âmbitos.

As equipes estão sendo preparadas adequadamente para cada um dos milhares de processos licitatórios abertos durante todo o ano no país.

Um instrumento indispensável hoje em dia é o software de licitação. Mas como qualquer ferramenta, é importante saber escolher, se você quer alcançar bons resultados.

O que se deve considerar para contratar um software para licitações?

 

O software de licitação é uma ferramenta que agrega valor competitivo, trazendo excelentes resultados para as empresas. Entre outras facilidades, o sistema coleta informações sobre as licitações abertas no país, classificando-as por categorias.

Alguns aspectos devem ser levados em conta para fazer a escolha acertada na hora de contratar um software para licitações:

 

#1. Experiência

A experiência em tecnologia, tecnologia e base de dados da empresa desenvolvedora da ferramenta é fundamental na eficiência do software.

#2. Conhecimento em licitações

Conhecimento de licitações é importante para o desenvolvimento de uma ferramenta que atenda a todos os requisitos.

#3. Gerenciamento por tipo de produto

Um software de qualidade deve gerenciar dados e informações sobre os processos licitatórios abertos em todo o país no país, separando-os por tipo de produto.

#4. Sistema interativo

O software ideal é interativo e de fácil utilização, agregando economia de tempo na busca por editais.

Ficou mais claro?

 

Com a ferramenta correta, é muito fácil participar e vencer licitações públicas.

A RCC conta com uma ferramenta inteligente online que abrange esses recursos e muito mais, como análise de mercado e dos seus concorrentes.

Por isso, nao perca tempo! Clique aqui e faça uma faça uma demonstração gratuita de nossa ferramenta!

4 thoughts on “Software para Licitações: O Que Considerar na Hora de Contratar Um

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *