Home > Licitações > Quais as Modalidades de Licitação?
modalidades de licitação

Quais as Modalidades de Licitação?

Se você tivesse que responder rapidamente, quais as modalidades de licitação existentes atualmente no Brasil… Você saberia dizer com toda a certeza? Modalidades de licitação é um assunto que te confunde?

Então você está no lugar certo. Porque aqui, neste artigo, nós vamos te explicar quais são as modalidades de licitação.

E ainda mais! Vamos mostrar qual a diferença entre tipos e modalidades de licitação. Um assunto que confunde muita gente.

Você vai saber também qual o cenário para as licitações no Brasil, pós-eleição. E o que as empresas que querem participar de licitações podem esperar para o próximo ano.

Continue lendo para entender melhor!

Por que é tão vantajoso fechar contrato com o governo

Definitivamente, assinar um contrato de prestação de serviço ou venda de produto com o governo traz inúmeras vantagens.

modalidades de licitação

E são muitas as possibilidades. Vale lembrar que o orçamento votado o ano passado estimou a receita e fixou a despesa para o exercício de 2018 em R$ 3.575.230.380.469,00. E isso só para a União, sem incluir os estados, o Distrito Federal e os municípios brasileiros.

O orçamento para 2019 da União ainda depende de emendas à proposta inicial. A peça deve ser votada no colegiado até o dia 6 de dezembro, segundo o calendário da Comissão Mista do Orçamento (CMO).

E não importa se quem ganhou a eleição foi A ou B. O governo sempre será um excelente comprador. E todas as compras serão feitas por meio de licitação. Isso quer dizer que governos de todos os poderes em todo o território nacional deverão abrir licitações. Isso para suprir as repartições públicas, já no início de 2019.

O que é certo é que, apesar de mudanças que poderão ocorrer em função da transição de governos nos poderes da União e do Estado, as compras públicas continuarão acontecendo.

E, pelo menos até que se vote a Nova Lei de Licitações, essas contratações serão feitas nos moldes da lei nº 8666/93. Com as normas e regras vigentes até então.

Isso vale para as modalidades de licitação.

Se você não sabe bem o que é isso. Nem quantas e quais são as modalidades de licitação existentes no Brasil, atualmente, nós vamos te explicar.

Entenda o que são modalidades de licitação

Modalidades de licitação é o que determina como será conduzida a compra de bens e serviços nos órgãos públicos. Ou seja, é o que indica qual procedimento irá reger a licitação.

No Brasil, atualmente, as modalidades de licitação são seis. Cinco delas estão descritas no artigo 22 da Lei de Licitações e Contratos, a lei nº 8666/93. São elas: concorrência, tomada de preço, convite, concurso e leilão. Já o pregão foi instituído em 2002, através da lei nº 10.520/02).

O Pregão foi regulamentado pelo decreto nº 3.555/2000 e seu objetivo é desburocratizar o processo licitatório.

Essa modalidade é própria para compra de bens e serviços comuns de qualquer valor. Sendo vedada para licitação de obras de engenharia, locações imobiliárias e alienações.

Modalidades de licitação e tipos é tudo a mesma coisa?

modalidades de licitação

Apesar de haver uma confusão imensa sobre esses dois termos, o fato é que modalidades de licitação e tipos não são a mesma coisa. Aliás, uma complementa a outra e define o formato do processo licitatório, nas repartições públicas.

O tipo de licitação é justamente a forma de julgamento que será utilizada pelo poder público para escolher a proposta mais vantajosa. Os tipos de licitação estão previstos no artigo 45 da Lei 8.666/93 e são três: menor preço, melhor técnica e técnica e preço.

Como você pode ver, é bem diferente de modalidades de licitação, que é a forma geral de condução do processo licitatório.

Saiba mais sobre cada modalidade de licitação

#1. Concorrência

É uma modalidade ampla, que pode ser utilizada para compras de qualquer valor e não exige pré-requisito nem procedimento preambular junto ao órgão público. É importante lembrar que algumas licitações exigem este tipo de modalidade.

É o caso de obras e serviços de engenharia, em contratos de acima de R$ 3.300.000,00 e licitações gerais, com valor acima de R$ 1.430.000,00. A Concorrência é utilizada ainda em compras e alienação de bens públicos.

#2. Tomada de Preços

A Tomada de Preços existe um cadastro prévio dos participantes que deve apresentar os documentos solicitados ao órgão público, para avaliação e emissão de certificado.

Esse tipo de modalidade pode ser utilizado para contratos de até R$ 3.300.000,00, no caso de obras e serviços de engenharia e para os demais casos, no limite de até R$ 1.430.000,00.

#3. Convite ou Carta-Convite

É a mais simples de todas as modalidades de licitação, utilizada para compras e contratos de até R$ 330.000,00 para obras e serviços de engenharia e até R$ 176.000,00 para outras contratações.

Nela, o licitante é convidado a participar por meio de uma carta-convite, sendo exigida a participação de pelo menos três concorrentes no certame.

#4. Leilão

Está relacionado à venda bens imóveis e inservíveis da administração públicas, podendo ser realizada também para bens apreendidos ou penhorados judicialmente pelo poder público. Nesta modalidade, vence o participante que der o maior lance.

#5. Concurso

Modalidade utilizada para a selecionar e premiar trabalhos de cunho técnico, científico e até artístico mediante a instituição de prêmio ou remuneração. Os critérios desta licitação, cujo objetivo é incentivar atividades ligadas à ciência, arte ou tecnologia, são definidos pelo edital.

#6. Pregão

O pregão é a modalidade mais recente da licitação no Brasil. Prevista na Lei nº 10.520 de 2002, esta modalidade é própria para contratação de bens e serviços comuns independentemente de seu valor para desburocratizar os procedimentos de licitação já existentes. Nas versões presencial e eletrônica, o pregão não determina limites para os valores, sendo que a disputa ocorre durante sessão pública. O vencedor é o concorrente que oferece o menor preço.

Viu como é simples?

Mas participar de processos licitatórios requer preparação e a utilização das estratégias corretas. E o software da RCC oferece as melhores oportunidades.

Clique no link abaixo e faça agora mesmo um teste gratuito do software da RCC!

➥ Quero testar gratuitamente o software agora!

9 thoughts on “Quais as Modalidades de Licitação?

  1. Prezados,
    Após ler o artigo, fiquei com uma dúvida: a modalidade RDC não é considerada uma Modalidade de Licitação? Agradeço se puderem saná-la.

    1. Boa tarde Jean,

      O RDC não foi criado com a intenção de ser uma norma permanente, mas acabou sofrendo alterações e permanece em vigor, sendo aplicado em contratos integrantes do Programa de Aceleração de Crescimento, obras de Saúde e de Educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *